Categoria BenefíciosFGTS

Conheça as Regras e Benefícios do FGTS para compra de imóveis

Para muitos brasileiros, conquistar a casa própria é um sonho realizado. No entanto, surge a questão sobre a possibilidade de utilizar novamente o FGTS para adquirir outro imóvel. A resposta é afirmativa, especialmente quando o primeiro imóvel está quitado.

Ao considerar a compra de um segundo imóvel, seja para lazer ou investimento, o uso do FGTS torna-se uma opção atrativa. Compreender as condições e limitações envolvidas é essencial para uma decisão informada e eficaz.

A utilização do FGTS para adquirir um segundo imóvel oferece vantagens significativas, incluindo taxas de juros mais favoráveis e prazos de pagamento estendidos. O fundo atua como garantia para empréstimos, minimizando o risco de inadimplência e proporcionando condições mais vantajosas.

A disponibilidade do FGTS na conta permite negociações flexíveis, podendo ser utilizado como garantia de empréstimo ou para abatimento em outras modalidades de crédito. Antes de formalizar acordos, é aconselhável realizar simulações em diferentes instituições financeiras para identificar a opção mais vantajosa.

Relacionadas

É importante observar as regras específicas estabelecidas pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) para garantir a utilização adequada desses recursos. Algumas das condições incluem:

  • Não ser titular de outro imóvel residencial na mesma região metropolitana dos locais de habitação e trabalho;
  • O segundo imóvel deve estar em uma localização diferente do primeiro;
  • O valor do segundo imóvel não pode ultrapassar R$1,5 milhão;
  • O FGTS só pode ser utilizado para imóveis residenciais, não comerciais;
  • Se o primeiro imóvel foi adquirido com FGTS, há um prazo de 3 anos para utilizar o Fundo na compra do segundo imóvel.

Ao solicitar um empréstimo para aquisição do segundo imóvel e optar por utilizar o FGTS, é importante comunicar à instituição financeira durante a solicitação da linha de crédito desejada. Uma vez aprovado o empréstimo, a instituição encaminhará a solicitação de saque à Caixa Econômica Federal.

O montante retirado será destinado à instituição financeira para a redução do valor do empréstimo, integrando eficientemente o FGTS no processo de financiamento imobiliário.