Categoria BenefíciosINSS

INSS: contribuições ausentes no CNIS podem prejudicar aposentadoria?

Data: 31 de janeiro de 2024

Cidade: Brasília, Distrito Federal

Estado: Distrito Federal

País: Brasil

Corpo:

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) é um documento essencial para os trabalhadores brasileiros, pois reúne informações sobre vínculos empregatícios, contribuições e benefícios previdenciários. No entanto, muitos segurados têm enfrentado a ausência de contribuições no CNIS, o que pode prejudicar a aposentadoria ou revisão de benefícios.

Relacionadas

As contribuições ausentes no CNIS podem ter diversas causas, como erros no preenchimento da Guia da Previdência Social (GPS), perda de documentos ou não recolhimento das contribuições. Independentemente da causa, é importante resolver a situação para evitar prejuízos financeiros.

Para comprovar e incluir contribuições ausentes no CNIS, os segurados podem utilizar os seguintes documentos:

GPS: comprovantes de pagamento das contribuições, como recibos, extratos bancários ou carnês de pagamento.
Microfichas do INSS: documentos que registram as contribuições antes de 1985.
Carteira de trabalho: documentos que registram os vínculos empregatícios, como contrato de trabalho, folha de pagamento e termo de rescisão de contrato.
Extrato do FGTS: documento que registra as movimentações na conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, como depósitos e saques.
RAIS: Relação Anual de Informações Sociais, documento que registra as informações trabalhistas das empresas.
CAGED: Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, documento que registra as admissões, demissões e alterações de contratos de trabalho.
Se o segurado não tiver os documentos necessários para comprovar as contribuições ausentes, ele pode solicitar uma pesquisa específica ao INSS. Para isso, é necessário apresentar um requerimento na Central de Atendimento do INSS (135) ou no site Meu INSS.

A inclusão de contribuições ausentes no CNIS pode ser realizada online ou via ligação telefônica através do número 135. Para isso, o segurado deve solicitar o serviço “acerto de vínculos e remunerações”. O atendente abrirá uma tarefa no portal Meu INSS para o segurado incluir a documentação necessária.

É importante ressaltar que manter o CNIS atualizado é crucial para o sucesso nos requerimentos de benefícios previdenciários. Por isso, os segurados devem analisar o extrato CNIS periodicamente e buscar a correção de qualquer irregularidade.