Categoria BenefíciosINSS

INSS: como escolher um advogado

Nesta matéria, destacamos o papel crucial do advogado previdenciário na proteção dos direitos dos cidadãos, sublinhando a importância de buscar assistência legal antes que prejuízos ocorram devido à falta de reconhecimento de direitos para a obtenção de benefícios previdenciários.

A presença do advogado, especialmente aquele com especialização em previdência, não deve se limitar a momentos de crise. Procurar um advogado como medida preventiva é fundamental para esclarecer dúvidas e desenvolver estratégias que garantam a conquista de direitos, evitando surpresas desagradáveis no futuro.

O advogado previdenciário, dotado de conhecimento especializado na vasta legislação brasileira, é essencial para fornecer respostas específicas com base em experiências práticas e conhecimento teórico acumulado ao longo dos anos de atuação nesta área específica do Direito.

Além dos desafios relacionados à aposentadoria, a recusa imprevisível de benefícios é uma preocupação recorrente. Muitos contribuintes enfrentam a situação de pagar regularmente o INSS, mas, ao depararem com acidentes ou doenças, têm seus benefícios negados. Nesse contexto, um advogado competente pode auxiliar na reversão dessas decisões.

O advogado não apenas contesta recusas, mas também possui a habilidade de sugerir diligências ou recomendar o início de disputas judiciais, avaliando sempre a força documental conforme as exigências legais. Mas o que exatamente envolve a atuação de um advogado previdenciário?

Antes de se especializar, o advogado previdenciário é um generalista, compreendendo toda a legislação brasileira para interpretar e aplicar adequadamente ao Direito Previdenciário. Este último, por exemplo, incorpora princípios constitucionais, como o da dignidade da pessoa humana, essenciais para garantir condições mínimas aos segurados do INSS.

As atividades de consultoria desempenham um papel crucial, fornecendo orientação profissional em casos complexos, ajudando o segurado a preparar seu próprio requerimento no INSS de forma mais informada. A consulta é essencial para obter uma “opinião profissional” sobre a situação-problema apresentada, apresentando caminhos práticos embasados juridicamente.

Relacionadas

O advogado previdenciário não se limita apenas a procedimentos judiciais, atuando também na advocacia consultiva, onde realiza uma análise aprofundada por meio do planejamento previdenciário. Este planejamento visa tomar as melhores medidas e ajustar o caminho para a concessão do benefício mais vantajoso ao cliente.

A reforma da Previdência trouxe mudanças significativas, tornando essencial o planejamento previdenciário para determinar a melhor transição de regras e garantir a fruição ideal de uma futura aposentadoria. Escolher a melhor regra de transição exige um planejamento cuidadoso por especialistas que identifiquem o melhor custo-benefício para o cliente.

Além disso, o advogado previdenciário auxilia em serviços administrativos no INSS, realizando desde a averbação de vínculos até recursos contra indeferimentos, revisões de benefícios e prorrogações. Ele também presta serviços relacionados ao benefício de prestação continuada (BPC/LOAS), um auxílio financeiro mensal para pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social.

Em casos de contencioso previdenciário, o advogado previdenciário atua no ambiente judicial, defendendo os interesses do segurado diante do Poder Judiciário, sendo essencial em casos de indeferimentos, situações urgentes ou casos fora do comum.

A regularidade documental é uma preocupação constante, e o advogado previdenciário desempenha um papel vital na busca por documentos, contato com antigos vínculos de emprego e na preparação de justificações administrativas para reforçar a documentação necessária.

Em resumo, a busca por um advogado previdenciário deve ocorrer não apenas em momentos de crise, mas como uma medida preventiva para garantir que todos os direitos sejam devidamente reconhecidos e protegidos.