Categoria BenefíciosINSS

INSS: Influenciador é suspeito de atuar em fraude de R$ 2,5 milhões

INSS: Influenciador é suspeito de atuar em fraude de R$ 2,5 milhões O suspeito, segundo a Polícia Federal, recebia dinheiro de propina de pessoas beneficiadas ilegalmente com valores do INSS.

Um influenciador digital com mais de um milhão de seguidores nas redes sociais foi um dos alvos de uma operação da Polícia Federal realizada nesta quinta-feira (21) na cidade de Iguatu, no interior do Ceará. Ele é suspeito de participar de um esquema de fraude no Instituto Nacional do Seguro (INSS) que causou prejuízo de R$ 2,5 milhões.

Conforme a Polícia Federal, o influencer, que não teve a identidade revelada, “ostenta na internet um alto padrão de vida”. Ele atuava em parceria com um servidor do INSS, que também é advogado e presidente de sindicato de trabalhadores rurais.

Ainda segundo a Polícia Federal, “foram identificados fortes indícios de diversas concessões indevidas de benefícios previdenciários”. As pessoas beneficiadas com o recebimento ilegal de dinheiro usavam parte dos valores “para realizar o pagamento da propina aos autores do ilícito”.

Relacionadas

As investigações foram iniciadas a partir do compartilhamento de informações do Núcleo Regional de Inteligência da Previdência Social, atuando em colaboração com a Polícia Federal em Juazeiro do Norte. A ação contou com a mobilização de Policiais Federais e servidores da Coordenação de Inteligência da Previdência Social.

Os suspeitos podem responder pelos crimes de estelionato previdenciário, lavagem de dinheiro e organização criminosa, cujas penas máximas somadas podem chegar até 24 anos de prisão. As investigações seguem com a análise do material apreendido.

O nome da operação, Intraneus, se refere a uma expressão jurídica que diz respeito ao fato de o suposto delito ter sido praticado por pessoa integrante dos quadros da própria Administração Pública.