Categoria BenefíciosINSS

INSS revoga suspensão de benefícios devido à ausência da Prova de Vida

Após um alerta sobre o possível cancelamento de benefícios para mais de 4 milhões de pessoas devido à ausência da prova de vida, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) decidiu reverter sua decisão. O objetivo é evitar aglomerações desnecessárias nas agências da Previdência Social.

Na semana passada, o Ministério da Previdência Social divulgou que cerca de 4,3 milhões de indivíduos estavam com a prova de vida atrasada. Desse total, 2,9 milhões nasceram nos meses de janeiro e fevereiro, enquanto 1,4 milhão nasceu em março. Eles foram orientados a acessar o INSS para realizar a comprovação.

Responsabilidade pelo Prova de Vida no INSS

Desde janeiro do ano passado, o INSS assumiu a responsabilidade pela prova de vida dos segurados. Isso significa que aqueles que recebem benefícios vitalícios não precisam mais comparecer pessoalmente às agências bancárias ou da Previdência. O Instituto passou a utilizar cruzamento de dados para localizar os beneficiários.

Diversos métodos foram adotados para comprovar a vida, incluindo a contratação de empréstimos consignados, a declaração do Imposto de Renda, consultas médicas em hospitais públicos, a renovação de documentos e até mesmo o login em aplicativos.

Relacionadas

Entretanto, o INSS identificou que não havia informações de 4.351.557 pessoas com datas de aniversário entre janeiro e março. Esses indivíduos foram notificados para apresentar formas de comprovação da vida em um prazo de 60 dias, a fim de evitar o bloqueio do benefício, através do acesso ao aplicativo do Instituto ou comparecimento às agências.

INSS Não Exigirá Prova de Vida dos Segurados

Preocupados com a possibilidade de perderem seus salários, milhões de pessoas começaram a comparecer às agências da Previdência Social. Pouco depois, o INSS anunciou que a prova de vida continuará sendo responsabilidade do poder público.

Portanto, a orientação atual é de que os aposentados e pensionistas não precisam se deslocar ao banco onde recebem o pagamento ou a uma agência da Previdência. O próprio INSS fará uma busca ativa, dirigindo-se ao endereço indicado no cadastro do segurado.

Uma maneira de agilizar esse processo é fazer login no aplicativo usando a conta do Gov.br, desde que possua nível ouro.