Ministro da Previdência Social se compromete a reduzir fila do INSS para 30 dias até o final do ano

Em um compromisso ousado, o Ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, anunciou nesta sexta-feira (5/7) que o tempo de análise para concessão de benefícios pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será reduzido para 30 dias até o final de 2024. Atualmente, a média de espera na fila do INSS é de 37 dias, uma melhora em relação aos 45 dias anteriores.

Meta Ambiciosa para Reduzir a Fila do INSS

“Até o final do ano, vai para 30 dias ou menos”, afirmou Lupi a jornalistas durante a cerimônia que celebrou os 34 anos do INSS, em Brasília. Em janeiro, Lupi mencionou que a fila “nunca vai acabar” devido ao volume constante de novos pedidos, que varia entre 900 mil e 1 milhão mensalmente.

“Quem diz que vai acabar a fila é mentiroso. Todo mês, entram 900 mil pedidos, 1 milhão de pedidos novos, então todo mês terão pelo menos 900 mil, 1 milhão de pessoas pedindo, e ninguém resolve assim. Tem de conferir documento, tem de ser justo”, explicou o ministro.

Promessa de Campanha

A redução da fila do INSS foi uma das promessas de campanha do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No final de 2022, mais de 1,8 milhão de pedidos estavam em análise. Em novembro de 2023, Lula sancionou o projeto de lei que criou o Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social (PEFPS), com o objetivo de reduzir drasticamente o tempo de espera.

Relacionadas

Mudanças Implementadas

Uma das principais mudanças trazidas pela nova lei é a aceitação de atestados médicos e odontológicos para a liberação de licenças para tratamento de saúde própria ou de familiares, eliminando em alguns casos a necessidade de perícia oficial. Além disso, a lei transforma cargos efetivos em vagas de comissão ou funções de confiança para melhor atender às demandas do governo federal.

Desafios e Expectativas

A meta de reduzir a fila para 30 dias ou menos até o final de 2024 representa um grande desafio, considerando o alto volume de novos pedidos mensais. No entanto, as medidas implementadas pelo governo buscam melhorar a eficiência e a rapidez no atendimento, proporcionando um alívio significativo para milhões de brasileiros que dependem dos benefícios previdenciários.

Compromisso com a Eficiência

A promessa de Carlos Lupi de reduzir a fila do INSS para 30 dias até o final do ano reflete um compromisso contínuo do governo em melhorar os serviços previdenciários e atender mais rapidamente os pedidos dos segurados. Com as novas medidas e reformas, espera-se uma melhoria significativa no tempo de resposta e na qualidade do atendimento prestado pelo INSS.