Categoria BenefíciosINSS

Novo prazo para análise de benefícios pelo INSS

Durante uma coletiva de imprensa no auditório da sede do INSS, o ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, revelou o novo Portal da Transparência Previdenciária. A iniciativa visa proporcionar uma visão transparente dos dados gerenciais do INSS e da perícia médica federal, permitindo que a sociedade acompanhe o avanço no trabalho para agilizar a análise de benefícios e reduzir as filas.

Lupi destacou o engajamento dos servidores e peritos, que participaram sem compensações extras, nos mutirões de avaliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) em vários locais do país aos finais de semana. Ele ressaltou a importância desse trabalho para alcançar a meta de análise de benefícios em até 45 dias, reconhecendo melhorias nos números, embora ainda não ideais.

O ministro enfatizou o compromisso de atingir a meta de 45 dias, destacando parcerias com a Dataprev e outros ministérios para aumentar a automação e acelerar a análise dos pedidos de benefício.

Relacionadas

Uma medida adicional para diminuir o estoque de pedidos em análise é a reintrodução do bônus de produtividade, que será concedido a servidores que aumentarem sua produção diária. Lupi anunciou que a medida provisória com as novas diretrizes do bônus será publicada na próxima semana.

Alessandro Stefanutto, novo presidente do INSS, também participou da coletiva, esclarecendo dúvidas sobre a nomeação de excedentes do concurso e o bônus. Stefanutto informou que a solicitação para a nomeação dos excedentes foi encaminhada, aguardando um posicionamento do governo federal. A expectativa é nomear 250 aprovados e, posteriormente, atender o cadastro de reserva com 2.144 pessoas.