Pagamentos do PIS/PASEP Iniciam em Breve para 24,5 Milhões de Trabalhadores

Os pagamentos do PIS/PASEP estão prestes a começar, com a expectativa do governo federal de beneficiar cerca de 24,5 milhões de trabalhadores com o abono salarial. O valor a ser recebido varia de R$ 117 a R$ 1.420, dependendo do número de meses trabalhados em 2022, que serve como o novo ano-base.

Os pagamentos do PIS/PASEP são realizados de fevereiro a agosto, com prazo final para saque até dezembro. Cada mês contempla um grupo específico, com base no mês de nascimento do trabalhador. O primeiro depósito está agendado para o dia 15 de fevereiro.

Calendário Unificado de Pagamentos do PIS/PASEP

A novidade para este ano é a unificação do calendário de pagamentos do PIS/PASEP. Isso significa que tanto os beneficiários do PIS (Programa de Integração Social) quanto aqueles com direito ao PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) seguirão o mesmo cronograma.

Anteriormente, até 2023, a Caixa Econômica utilizava o mês de nascimento para pagar o PIS, enquanto o Banco do Brasil considerava o último número do PASEP. A partir deste ano, ambos os bancos usarão o mês de aniversário do cidadão.

Relacionadas

Confira o calendário completo de pagamentos do PIS/PASEP para 2024:

Quem Recebe A partir de Recebe até Janeiro 15/02/2024 27/12/2024 Fevereiro 15/03/2024 27/12/2024 Março 15/04/2024 27/12/2024 Abril 15/04/2024 27/12/2024 Maio 15/05/2024 27/12/2024 Junho 15/05/2024 27/12/2024 Julho 17/06/2024 27/12/2024 Agosto 17/06/2024 27/12/2024 Setembro 15/07/2024 27/12/2024 Outubro 15/07/2024 27/12/2024 Novembro 15/08/2024 27/12/2024 Dezembro 15/08/2024 27/12/2024

Quem Receberá os Pagamentos do PIS/PASEP em 2024?

Terão direito aos pagamentos do PIS/PASEP em 2024 os trabalhadores que atenderam aos requisitos em 2022, principalmente aqueles com salários mais baixos no ano-base. A partir da próxima segunda-feira (5), é possível verificar no aplicativo Carteira de Trabalho Digital se há direito ao benefício.

Os requisitos incluem ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2022, ter recebido no máximo dois salários mínimos por mês, ter emitido o PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e ter seus dados incluídos na declaração da RAIS enviada pela empresa.