Categoria BenefíciosINSS

Posso voltar a pagar contribuição no INSS

Se você parou de contribuir para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e agora está pensando em retomar suas contribuições, saiba que isso é totalmente possível.

Muitos segurados interrompem suas contribuições por uma variedade de motivos, como desemprego, demissão ou dificuldades financeiras familiares.

Neste artigo, vamos orientá-lo sobre como você pode retomar suas contribuições para o INSS e enfatizar a importância dessa medida, especialmente se você tem interesse em garantir seus benefícios previdenciários no futuro.

Interromper as Contribuições para o INSS Significa Perder Meus Direitos Previdenciários?

De forma alguma. Quando um segurado deixa de contribuir para o INSS, seus direitos previdenciários não são perdidos imediatamente. Mesmo que pare de contribuir, seus direitos permanecem protegidos por um período de tempo determinado, conhecido como “período de graça”.

O Que Significa o Período de Graça?

O período de graça permite que o segurado mantenha seus direitos previdenciários sem a necessidade de contribuição. Durante esse período, que varia de 3 a 36 meses, acrescido de mais 45 dias, é possível solicitar benefícios previdenciários mesmo sem estar contribuindo regularmente.

Relacionadas

Quando o Período de Graça Termina, Preciso Voltar a Contribuir para o INSS?

Sim, é essencial retomar as contribuições para o INSS quando o período de graça chega ao fim. Isso garante a continuidade da cobertura previdenciária para você e outros segurados. Além disso, é importante mencionar a “qualidade de segurado”, que é mantida durante o período de graça, mas é perdida após o seu término.

Como Voltar a Contribuir para o INSS?

Primeiro, é necessário entender sua situação atual junto ao INSS:

Segurado facultativo (sem atividade remunerada)
Segurado obrigatório (com atividade remunerada)
Para os segurados facultativos, é possível contribuir mensalmente, respeitando um intervalo máximo de 6 meses sem contribuição por ano. Já para os segurados obrigatórios, é essencial retomar as contribuições o quanto antes, pois todos os que exercem atividade remunerada são obrigados a contribuir para o INSS.

Gerando Guias de Contribuição

As guias de contribuição podem ser geradas pelo Sistema de Acréscimos Legais (SAL), vinculado à Receita Federal. No SAL, você informa seus dados, competência de pagamento e valor da contribuição. É fundamental prestar atenção aos detalhes e considerar buscar orientação especializada de um advogado em Direito Previdenciário para auxiliá-lo em seu plano de aposentadoria.