Categoria BenefíciosFGTS

Situações que permitem a retirada de valores no FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), estabelecido desde setembro de 1966, é um direito trabalhista essencial. Mensalmente, 8% do salário de cada trabalhador são direcionados para uma conta poupança vinculada ao seu contrato de trabalho. No entanto, compreender as condições específicas para cada modalidade de saque é de extrema importância.

Relacionadas

Saque Rescisão:
Autorizado em casos de demissão sem justa causa.
Possibilita o resgate integral do valor disponível no FGTS.
Saque Aniversário:
Disponibilizado no mês de aniversário do trabalhador, anualmente.
Permite o saque de parte do saldo disponível no FGTS.
Impede o recebimento do saque rescisão. Em situações de demissão sem justa causa, se o trabalhador optou pelo saque aniversário, terá direito somente à multa rescisória de 40% do valor no FGTS.
Saque por Aposentadoria:
O aposentado pode acessar os saldos de suas contas ativas (contrato atual) e inativas (contratos anteriores) do FGTS, mediante determinadas condições.
Se decidir permanecer no mesmo emprego após a aposentadoria, o trabalhador pode realizar saques mensais dos valores do FGTS.
Se optar por trabalhar em outra empresa, só terá acesso integral ao FGTS em caso de demissão sem justa causa.
Saque por Doença Grave:
Permite solicitar o saque dos saldos no FGTS para auxiliar no tratamento de doenças graves reconhecidas pelo governo, como câncer, HIV, doenças terminais, entre outras.
Essas modalidades proporcionam ao trabalhador diferentes maneiras de utilizar o dinheiro depositado no FGTS, considerando várias situações profissionais e pessoais. É fundamental que o trabalhador esteja ciente das condições e opções disponíveis, garantindo o uso apropriado deste recurso financeiro essencial.